Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas Boas de Contar

"ao escrever sei esclarecer tudo, os meus pensamentos, os meus ideais, as minhas fantasias." Anne Frank

Coisas Boas de Contar

"ao escrever sei esclarecer tudo, os meus pensamentos, os meus ideais, as minhas fantasias." Anne Frank

Qua | 12.06.19

Festas da Vila - O Hoje e o Antes

Contei

carousel-at-the-carnival-linda-mears.jpg

Como qualquer vila que se preze, a minha também, tem as festas anuais (neste caso é uma junção entre a mesma e a festa da Igreja, em Homenagem ao Sagrado Coração de Jesus). Por norma começa sempre numa quinta-feira (dia dedicado à malta jovem - rock) e apanha sempre o feriado do 10 de Junho (por vezes é esticada até ao 13 de Junho - dependendo do calendário). E o que tem de especial as Festas da minha zona? Na realidade nada... juntem os carrosséis, a música pimba, as bandas desconhecidas, as farturas e pipocas e algumas lojinhas em tendas ou "feirantes" permanentes e temos a festa!!! Aquela que existe em vários sítios, ao longo do ano, com maior afluência nos meses de verão...

 

Este ano, com a miúda já mais autónoma, fomos todos os dias (já há muito tempo que vou um ou dois dias e o resto... casa, sofá, televisão...), jantei por lá na sexta-feira (mas estava um frio e um vento, que ninguém aguentava - o prato das moelas parecia um disco voador) e conheci os carrosséis todos - "mais uma moedinha, mais uma voltinha"!!! O Carro da Hello Kitty fez a miniatura de 2 anos andar feita barata tonta!!! Claro que também me ajudou nas refeições - "Ou comes tudo ou não andas no carro da Kitty" !!! Quanto ao resto descobri que há churros de tudo (oreo, doce de leite, caramelo salgado) e reencontrei algumas pessoas que já não via, há demasiado tempo, e outras que não se perdia nada se continuasse sem as ver! No final não assisti a nenhum espetáculo e vim todos os dias para casa perto da hora da Cinderela! A pedalada é outra e com a criança, o carrinho e o tempo... também não é fácil!

 

Se retrocedermos cerca de 14 ou 15 anos, as festas tinham um outro ar... A casa dos meus pais era (e é) muito perto. Embora para dormir, nesses dias, fosse tramado, também era muito útil para ir à casa de banho e ver o fogo de artificio com vista privilegiada. Saia todas as noites e tinha carta branca para chegar mais tarde. Na realidade não fazia nada de especial, mas reunia-me com a malta nas tasquinhas, jantávamos por lá umas belas moelas (feitas pela minha mãe que cozinhou para os escuteiros - à pala da minha irmã - durante vários anos), umas bifanas ou outra coisa qualquer. Aproveitávamos os carrinhos de choque (não sou grande fã... havia anos que nem andava) e apanhávamos overdoses de Kanguru Louko (pelo menos eu... acho que mesmo depois de me casar ainda andei várias vezes). Fugíamos para fumar (atrás dos carros, prédios ou lugares bem escondidos) ou para trocar uns beijinhos ... o final da noite era celebrado com um belo cachorro quente caseiro (com cogumelos, milho, cebola frita, alface, tomate e montes de molhos... ), de uma banca que já não existe (era um casal de idosos que acredito que um deles deve ter falecido e... bem... deixaram de aparecer...). Às vezes, comprávamos um balão de hélio por todos só para conseguirmos falar fininho... ahahaha... que tristezas tão divertidas...

 

A verdade é que a festa não mudou... continua igual, com mais ou menos coisas, com melhor ou pior tempo... eu é que "cresci" e o grau de importância que tem atualmente na minha vida é diferente do que tinha naquela época! Hoje em dia já não necessito de ir à rua para socializar com os amigos ou fumar às escondidas... seria giro mas idiota chupar hélio de um balão para falar fininho... ou andar no Kanguru Louko (que tenho de confessar tive de resistir - seria loucura?!)! Talvez a minha irmã (hoje com 18) as encare como eu... e daí o entusiasmo dela nestes dias! A mim... faz-me falta o cachorro...

 

Este ano já foram... para o ano há mais !

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.